sábado, 4 de junho de 2011

Bruges (ou Bruxelas Dia 1)

Bruges é uma linda cidadezinha que conserva ares medievais. Ruas e casas de pedra, cortada por vários canais, cheia de florzinhas, ou seja, tudo é lindinho. E como fica na Bélgica tem cerveja e chocolate a vontade. Tentei colocar no mapinha, mais ou menos, o roteiro que fizemos. Na verdade é meio difícil não se perder, e é bom se perder, então apesar do circuito ter uns 5 km, acho que caminhamos uns 20 km, de tanto vai e voltar, serpenteia e cai no mesmo lugar, uma delícia.





Ao sair da estação de trens, seguimos um canalzinho para passar pelo Minnewater Park.

Continuamos caminhando até a Cervejaria Da Halve Maan. O tour sai a cada hora, dura uns 45min e é muito divertido. Acho que tem pelo menos em inglês e holândes, pois a senhora que nos guiou perguntou a nacionalidade de cada um e apresentou em inglês. Um outro grupo ficou com uma outra moça. Andamos por toda fábrica, subimos até o telhado do prédio, de lá tivemos uma boa vista da cidade e a oportunidade de respirar os vapores da brassagem com cheiro delicioso de lúpulo.





Esta foto foi de cima da cervejaria
Depois continuamos caminhando pela cidade.

Até que decidimos por fazer o passeio de barco aqui neste local, já havíamos passado por um outro "píer", mas este pareceu mais bonitinho e o preço era o mesmo. A fome já estava começando a bater então era melhor garantir o passeio de barco antes do almoço para não enjoar depois.





Parece que vamos bater a cabeça ao passar sob algumas pontes
Depois do passeio procuramos algum lugar para almoçar, como dizem que a Bélgica é a terra da batata frita e tem até um Museu sobre o assunto em Bruges (não fui), fui em busca da tal. Não resisti e pedi hamburguer para acompanhar. Também não sabia qual molho escolher, pedi uma com maionese e outra com catchup. Depois deste dia fico sempre com vontade de comer batata frita com maionese! E o segredo da batata frita de lá é fritar 2x! Camadinha extra de gordura! Mas fica bem crocante...
Para relaxar depois do almoço sentamos na Markt onde fica o Campanário Belfry, das fotos abaixo. As construções em volta da praça são lindas, pena que tinha uma mega-arquibancada que estragou minhas fotos. Antes de voltar À estação de trem passamos também na Burg e entramos na Basílica do Sangue Sagrado, onde existe uma urna com gotas coaguladas, supostamente de Cristo. Entramos e olhamos de longe, mas não entramos na fila para passar a mão na relíquia. Também entramos na Igreja de Nossa Senhora que abriga uma escultura de Michelangelo: A Madonna e o Menino.





Dicas

  • Passamos um dia em Bruges, estávamos pernoitando em Bruxelas. Compramos as passagens de trem na hora na estação, pagamos $15 um ticket ida-e-volta, na internet custava $16,60 cada trecho no site da SNCF.
  • Desculpa por quase todos os links serem em inglês, pois não encontrei muito material em português. Fiz meu trajetinho baseado no Guia O Viajante da Europa. Ele traz as principais atrações e um mapa da região central. A dica da cervejaria também foi de lá, confirmada neste post do Ducs Amsterdam que está bem completinho.
  • Para complementar a leitura recomendo estes blogs (pena que estes posts são novos, após a minha viagem): Conexão Paris, Dri Everywhere, Viajar pelo Mundo, Sair do Brasil e Wazari.
Faz parte do Roteiro: